sábado, 1 de setembro de 2012

A primavera


''Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim florida, pois se Deus nos deu voz, foi para cantar! E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada que seja a minha noite uma alvorada, que me saiba perder... para me encontrar.''

Florbela Espanca


Amanheceu. em todo labirinto, o Menino percebeu algo diferente. Ao levantar estava o Amigo a contemplar o céu, junto com o Rei.

A Rainha trazia de lá, vida e esta vida se daria em forma de Primavera. Fértil. Alegre, Viva!

Junto à Ela, a surpresa do dia: a Florista carregava consigo flores das mais belas, inclusive girassóis que automaticamente voltavam-se uns para o Rei, outros para a Rainha.

E todos ficaram impressionados com a beleza que chegava. Da cena. Das flores. Da vida.

Era a Primavera chegando e com ela, fazendo brotar do impossível, esperança, fé e vida!

A construção feliz de um gerúndio.

A Borboleta rodopiava.

Alegria.

Certezas.

Minhas alegrias!

Até breve!

João

Ü

Nenhum comentário: